A admirável ascensão da mulher

Mulher em posto de liderança

A participação das mulheres no mercado de trabalho brasileiro tem ganhado destaque nos últimos anos. Segundo os dados mais recentes da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério do Trabalho, a participação feminina no mercado de trabalho passou de 40,85%, em 2007, para 44% em 2016.

Graduadas, especializadas, mestres, doutoras, elas buscam cada vez mais se aperfeiçoar e adquirir sua independência profissional e financeira. O aumento do número de mulheres em cargos de gestão é marcado pela expansão de sua formação. Esse investimento que ela faz em sua carreira tem sido compensado com a chegada mais rápida ao topo das corporações.

Preparadas para administrar diversas funções simultâneas, as mulheres são bem-vistas nas empresas por sua habilidade em dedicar-se a vários projetos e ser capaz de olhar a empresa como um todo.

Com aptidão para ouvir e mais flexíveis, as mulheres têm serenidade para esperar resultados em longo prazo. Sem contar que as gestoras femininas têm mais facilidade de empregar políticas de motivação e de valorização dos colaboradores, contribuindo para o aumento da lucratividade da empresa, através de um ambiente de trabalho mais harmonioso, com pessoas eficientes.

Quem pensa que as mulheres têm de desistir da sua vida pessoal para obter sucesso na carreira está muito equivocado. Grande parte das gestoras que ocupam o topo das Oganizações é composta por mulheres casadas e com filhos. Elas têm que dividir seu tempo entre o trabalho, a casa e os filhos e conseguem conciliar as diversas áreas da vida com garra, determinação, disciplina e autoequilíbrio: tripla-jornada!

Além disso, em plena era do desenvolvimento de novos conhecimentos – o principal meio de se diferenciar no mercado –, a liderança tem um papel ainda mais essencial nas empresas. E, por sua capacidade já mencionada em trabalhar naturalmente com a diversidade e processos multifuncionais, a mulher terá cada vez mais importância estratégica.

A mulher de hoje é senhora de negócios, é mãe, é esposa e é dona-de-casa. É tudo isso sem perder a sensibilidade, a essência, o brilho e a feminilidade. Cabe a outras empresas seguirem o exemplo, afinal, o maior patrimônio das empresas é o capital humano, é lá que está o conhecimento e a competitividade das empresas. Quem cuida bem de seus talentos, só tem a ganhar. E que não cuida, precisa rever seus conceitos urgentemente.

Comemoremos esse dia tão especial e merecido! Feliz Dia da Mulher!

Share

Avatar
Ana Cruz | Gerente de Comunicação

Os comentários estão fechados.